segunda-feira, 31 de outubro de 2011

"Será, que já raiou a liberdade, ou se foi tudo ilusão?"


Ao longo de seus 83 anos de história, a Estação Primeira de Mangueira ultrapassou as barreiras do que entende-se por escola de samba. Fundada e mantida até os dias de hoje em sua comunidade de origem (ao contrário de muitas escolas cujas sedes não ficam no coração de suas comunidades), a verde e rosa é símbolo de resistência e luta de um povo segregado e marginalizado, ou por sua origem étnica, ou social (negros pobres e retirantes nordestinos de forma geral), e depois pelo culto ao samba, que no passado era algo tido como “marginal”, proibido e coibido pela polícia. Na Mangueira, como em outras comunidades ou favelas, o poder público sempre foi ausente, e com o passar dos anos, a diferença entre morro e asfalto, entre “bairros” e “comunidades”, foi ficando cada vez mais evidente, e houve um isolamento natural. Do alto do morro, os moradores cada vez mais á mercê de toda sorte de mazela, e lá embaixo, a cidade a crescer, tendo ao fundo, apenas uma paisagem cruel de uma gente condenada à segregação e a discriminação. Nesse contexto, a escola de samba surge como a salvação. O que se produziu de cultura apenas no Morro da Mangueira, representou um verdadeiro universo paralelo dentro do contexto histórico-cultural da cidade do Rio de Janeiro, algo tão grandioso que ficou impossível aos olhos da sociedade, deixar de reconhecer que existia ali muito mais do que pobres, pretos, e toda sorte de adjetivos não tão nobres. O samba da Mangueira tornou-se uma realidade retumbante, que atraiu olhares dos mais conceituados nomes da música brasileira, e como que num passe de mágica, toda aquela explosão colorida em verde e rosa, ganhou o mundo e acabou servindo de referência do Brasil no exterior. A reboque disso a escola ganhou um novo papel dentro daquela comunidade, assumindo o que deveria ser obrigação do poder público, criando um laço tão estreito com sua comunidade, que hoje é impossível dissociar Mangueira (morro) de Mangueira (escola de samba). A Mangueira acabou se tornando singular. Por sua gente, por sua cultura, por sua importância e simbolismo, e a favela passou a ser denominada “comunidade”, e a vergonha passou a ser motivo de orgulho. A evidência está nas várias canções que retratam com poesia, a dura realidade daquela gente, e que no fundo no fundo, acaba sendo a realidade de tantas outras comunidades. Muitas canções que homenageiam a Mangueira, deixam clara a surpresa que aquele lugar representa:

“Em Mangueira a poesia,

Num sobre e desce constante,

Anda descalça ensinando,

UM MODO NOVO DA GENTE VIVER”

(“Sei lá Mangueira” – Paulinho da Viola)

Hoje, o poder público com seu projeto de retomada do poder nas comunidades, através das UPPs (necessárias) e o tal choque de ordem, tenta resgatar décadas de descaso. Tudo seria perfeito não fosse a repetição do erro. Antes, o erro foi ignorar completamente a existência daquela gente, e hoje, o erro está sendo ignorar o que o tempo deixou de marca e legado àquela comunidade. É impossível deixar de praticar uma ocupação e com ações diferenciadas, porque essa gente criou um modo próprio de vida, e o poder público não pode ignorar essa peculiaridade. O samba está para o Morro da Mangueira assim como o futebol está para o Brasil. A Estação Primeira de Mangueira está para o Morro da Mangueira, assim como a seleção brasileira de futebol está para essa imensa Nação. São fatos incontestáveis, o que aliás, é bem comum dentro de uma sociedade tão miscigenada (racial e culturalmente) como a brasileira, e tudo que venha de benefício sem a observância dessa coisa peculiar, está fadado ao fracasso. Não há como se obter sucesso nas ações no Morro da Mangueira, sem deixar de reconhecer a importância da escola de samba dentro daquela comunidade, que durante muito tempo, foi o único motivo de orgulho daquela gente. E foi dali, da dificuldade, que surgiram alternativas que hoje servem de exemplo para o mundo, como o Projeto Vila Olímpica da Mangueira, que forma cidadãos através do esporte, tudo nascido a partir da escola de samba!

A Mangueira quer urbanização, quer saúde, quer saneamento, quer educação, quer dignidade e quer, acima de tudo, que aquilo que a sustentou durante anos de esquecimento por parte da sociedade, tenha agora o devido valor e reconhecimento. E enquanto o poder público reforma quadras de escolas de samba Rio de Janeiro afora, a Mangueira, reduto de bambas e que cujo prestígio ajudou a transformar o carnaval carioca na festa popular mais famosa do planeta está lá, ainda à mercê da boa vontade.

Por tudo isso é que a Mangueira vem clamando por um NOVO PALÁCIO DO SAMBA! Porque é no samba que a Mangueira se sustenta, se dignifica e se torna forte. Um novo espaço onde possa não apenas servir de palco para seus ensaios, mas onde possa fazer cidadania, oferecendo alternativas a mais pessoas daquele lugar, oferecendo cultura, lazer, entretenimento, educação, qualificação, capacitação e uma coisa que é fundamental para qualquer cidadão: DIGNIDADE!

A Mangueira não produz torcedores de escola de samba. Ela produz MANGUEIRENSES! Porque MANGUEIRENSE é um estado de espírito!

*O título do texto é a transcrição literal dos primeiros versos do samba "Cem anos de liberdade, realidade ou ilusão?" - Mangueira - Carnaval 1988

22 comentários:

  1. Parabéns pelo blog. Interessante, lay out dez, imagens interessantes e tudo sobre o samba. Musica é tudo de bom e samba é um dom do brasileiro.
    Visite o meu blog, voltarei sempre aqui
    abraços


    http://plantasmedicinaisamazonas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Parabéns mesmo, muito interessante seu blog, vou começar a indica lo, conheço mt gente que adora samba e aqui é o mlehor lugar para ouvir.

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente, parece que os trabalhos das UPPs são apenas satisfações para as necessidades turísticas, e o desrespeito ao povo dali acaba permanecendo. Que se criem condições para que a comunidade siga sua vida dignamente, sem precisar ser educada por quem lá não pisou. Que seja do berço dos poetas as palavras de orientação para toda sua gente!

    http://www.costabbade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. poxa acho tão maneiro teu blog,sei la sou do sul e aqui n temos um super carnaval e não somos tão ligados ao samba, então quando entro aqui me sinto viajando por outras culturas, parabéns pela iniciativa!!!
    bjs
    ______________________________________

    comente e siga meu blog
    ti sigo com 4 contas de volta
    http://etcmodaetal.blogspot.com/
    se clicar nas publicidades e avisar eu clico tbm.

    ResponderExcluir
  5. Viva a mangueira!


    http://blogdocharque.com/

    ResponderExcluir
  6. bonita a maquete! se rolar vai show de bola

    ResponderExcluir
  7. Lugar ceerto pra quem gosta de sambaaa, merece ser visto por bastante gente (: Parabéns pelo espaço, abraço'.


    http://ultimamentira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. con certeza, uma das melhores escolas de samba!

    ResponderExcluir
  9. parabéns pelo blog eu n sabia da historia das cores direito

    ResponderExcluir
  10. no geral o blog é bem legal
    provasetrapacas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. A melhor escola de samba!!

    Parabéns pelo blog, muito legal!!

    ResponderExcluir
  12. Muito bom o blog! Com toda história da Mangueira!

    ResponderExcluir
  13. Sandro, o seu post resume muito bem o que a cultura é capaz de fazer em uma sociedade que é esquecida pelo Estado. O seu texto deveria estar em jornal, nas revistas de circulação nacional, e não apenas em um blog. Mais aplausos para vc!

    ResponderExcluir
  14. Coisas legais

    o seu blog é muito legal.
    visite no meu blog tem Coisas legais para postar no facebook, orkut, tumblr, twittar, ler, texto colorido, nome japonês, emoticons, ascii desenhos, glitter para orkut perfil, template, aprenda corenao, curso de ajax, curso de desenho, curso de arabe, curso prestashop e muito mais

    http://legal2345.blogspot.com

    Eu sou o seu seguidor. me siga no blog também.

    ResponderExcluir
  15. Gostei do blog! Aborda um tema diferente de outros blogs, além de mostrar a história de uma grande escola de samba.
    Seguindo :D
    http://seriesbooksmovies.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Apesar de essa não ser a minha praia, vi que o texto é bastante bem escrito. Parabéns e sucesso.

    ResponderExcluir
  17. Belo texto! Mangueira realmente é referência no samba e vida social, quanto a politicagem só pensa em agradar os abastados e apagam fogo, sem resolver os problemas pela raiz!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Valeu pela visita no meu blog.
    as fotos são minhas mesmo; apenas registros de um amador que gosta de capturar o imaginário dos lugares por onde passa.

    muito legal seu texto.
    parabéns!
    grande abraço.

    ResponderExcluir
  19. Muito complicado mexer me comunidades que nunca tiveram o costume de estar sob a proteção do estado. Mas antes tarde do que nunca.

    ResponderExcluir
  20. uma maior distribuição de renda é sempre um bom lema...

    ResponderExcluir
  21. samba não é a minha área, mas valeu pela iniciativa

    http://rocknrollpost.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. esse palacio do Samba tem de sair...a a mangueira tem de continuar crescendo sempre, ela faz parte do nosso patrimonio cultural. e Você vai fazer parte dessa historia, trazendo o melhor dessa comunidade maravilhosa para nós , leitores do seu blog...

    sumiu Sandrão...nunca mais te vi no cronicas...

    Quando der passa lá...sua opinião sempre foi importante !

    http://universovonserran.blogspot.com

    ResponderExcluir