domingo, 31 de julho de 2011

Popular, com Maestria

Qualquer pessoa sem a menor noção de técnica musical como eu, ao ouvir o termo “música erudita” com certeza imagina aquelas músicas de orquestra, meio que coisa de gente intelectual. Na prática realmente é isso. A definição de música erudita é basicamente essa mesmo, é um tipo de música oposta à música popular (aquela que a gente conhece e escuta normalmente) e é pontuada por compassos, por partituras, por métrica e uma série de conceitos acadêmicos que se contrapõem à emoção. Uma música erudita é milimetricamente composta, levando-se em conta aspectos que eu nem sei explicar, e não tem preocupação necessariamente com o emocional, embora o equilíbrio sonoro dessas canções, ou “peças”, como se chamam, curiosamente nos provocam sensação de harmonia e conforto o que não deixa de ser algo ligado à emoção.

Carlos (Vianna) Cruz, pianista, maestro e compositor capixaba radicado no Rio de Janeiro, foi desses grandes estudiosos da música, com formação nos seminários da Pró-Arte (RJ) tendo estudado com Hans Fraff (piano), Esther Scliar (teoria) e Roberto Schnorrenberg (harmonia). Com seu talento, chegou rapidamente às rádios, nos áureos tempos desse meio de comunicação, e num pulo, às emissoras de televisão, como arranjador e diretor musical de vários programas, tendo passado pelas TVs Tupi, Excelsior, Record e por último na extinta Rede Manchete onde ainda assinou as trilhas das novelas "Marquesa de Santos", "Dona Beija", "Fronteira do Desconhecido", "Ilha das Buxas" e "A Escrava Anastácia". Sua obra "Intervalos" representou o Brasil no Festival Internacional da Ucrânia, em Kiev, em 1994.

Carlos Cruz foi sem dúvida alguma um ícone da música erudita, e sua enorme paixão pelo estado de origem, o Espírito Santo, o acompanhou por toda a vida, tendo sido coroada com uma de suas maiores conquistas: é dele o Hino Oficial da Cidade de Vitória – ES.

Mas a música, como toda forma de arte, em alguns momentos quebra as convenções e regras, e Carlos Cruz, o erudito, compôs uma centena de músicas populares, numa oposição quase que instintiva a tudo que o entendimento de música erudita lhe ofereceu. Talvez não tão instintivamente assim, afinal de contas, num dado momento, Carlos Cruz conheceu um instrumento chamado violão...

Foto: Orquestra Maranhense de Violões (ilustrativa)

E quando se fala em violão, é impossível não se chegar ao samba, e quando se chega ao samba, é mais impossível ainda não se chegar à “MANGUEIRA MINHA ALEGRIA”

É dele, do mais popular dos eruditas, uma das mais belas declarações de amor à Mangueira.


“Mangueira vem brilhar de novo,

Trazendo o seu carnaval pro asfalto

Mangueira é a voz do povo,

dizendo tudo que pensa bem alto!

É verde, é rosa

A escola que sabe ser famosa

E agora muita atenção que você vai ver

A minha escola que vai desfilar e acontecer...

Ô ô ô... ô ô

Mangueira minha alegria, chegou

Ô ô ô... ô ô

Mangueira, estação primeira, falou

(Fala Mangueira!)”


Fonte de Pesquisa:

Dicionário MPB (site)

Música Erudita Multiply (site)

Uol Mùsica (site)

“Carlos Cruz 70 anos – Um compositor capixaba e um violão” – Texto de Moacyr Teixeira Neto, Mestre em Música pela UFRJ

37 comentários:

  1. muito bacana esse post seu blog é muito bom parabéns

    http://bestfakesnet.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Realmente bacana!
    Parabéns!

    http://manopop.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Confesso não entender do mundo do samba, mas gostei de conhecer um pouco da vida desse maestro e confesso que me surpreendeu ver que uma pessoa com o perfil musical dele pode fazer um samba na maior tranquilidade.
    Gosto quando as coisas fogem do padrão... Fica mais legal.

    Abraços
    Acácio Neto
    www.acacioneto.com.br

    ResponderExcluir
  4. Amei o blog... é muito interessante conhecer por dentro o que acontece com os que amam o samba, é informação, cultura e uma maneira de engrandecer nosso nacionalismo!!!

    ResponderExcluir
  5. Boa noite.
    Passando desta vez aqui para avisar que acabou de sair um post quentinho no Acácio Neto.
    Espero você lá.

    Abraços
    Acácio Neto
    www.acacioneto.com.br

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelo comentário no Café de Fita.

    Não entendo nada de samba, mas achei interessante o post, vou passar aqui mais vezes.

    Até a próxima

    ResponderExcluir
  7. Como existem "odes" á minha escola ... Merecido , é claro ...

    http://fleonandthecity.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. MUITO BOM O SEU TEXTO SANDRO. TEM UM DESAFIO NO MEU BLOG PARA VOCÊ. PASSE LÁ E CONFIRA.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, você escreve muito bem...parabéns amigo...
    Continue e blog...

    ResponderExcluir
  10. É isso fera, divulgar a cultura é o que há!!!
    Seguindo...

    http://rumorsmag.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Adoreeei.. vs escreve muiiiito beeim!!!

    http://echidellanima.blogspot.com/

    Beeijos *-*

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pela visitinha em meu blog.
    Muito legal teu blog
    Estou seguindo
    bjux

    ResponderExcluir
  13. esse é o tipo de samba que me agrada e acho bonito. Por que as escolas de samba não usam mais esses instrumentos?

    a cuica por exemplo?

    ResponderExcluir
  14. mais um ícone mangueirense para a galeria . admiro muito seu blog , pois consegue surpreender , pois consegue sempre uma novidade mesmo com a premissa " mangueira" ...

    http://andyantunes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito do blog...Com todas essas raizes da Mangueira! PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pelo seu blog! Agradeço pela visita, apareça quando quiser... =]

    Quanto ao seu texto, andei lendo a postagem, e a única coisa que me deixou um pouco pensativo, é que do jeito que você define música popular e música erudita dá a entender que são duas coisas que se contrapõem, mas pode ser que eu esteja equivocado. Ambas possuem compassos, métrica, harmonias, ritmica, provocam sensações, emoções etc dentro das suas convenções. Música é música! hehehe!

    Abraço, vlw!

    ResponderExcluir
  17. Esse pessoal sabe extrair alegria da mangueira como ninguém.

    ResponderExcluir
  18. TEM POSTAGEM NOVA NO MEU BLOG. PASSA LÁ:
    http://ozeladorfiel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Legal muito interessante
    Tudo sobre moda no #ItsMonter: http://itsmonter.blogspot.com/ @itsmonter

    ResponderExcluir
  20. Daqui a meia hora devo começar de fato trabalhar, mas depois que bate a vontade de entrar no samba já começo a querer programar o final de semana.

    ResponderExcluir
  21. Primeira vez visitando o seu blog e a impressão que tive foi das melhores... Blog muito lindo... Parabéns!!!

    http://paponalingua.blogspot.com/2011/08/faca-diferenca.html

    :)

    ResponderExcluir
  22. Muito legal seu blog
    Bem interessante a vida do compositor, deu vontade de pesquisar mais sobre a vida dele

    ResponderExcluir
  23. muito legal essa informação ao menos eu aprendi algo a mais sobre o mundo.

    ResponderExcluir
  24. Informação muito legal! Nunca é demais saber.

    ResponderExcluir
  25. Como era bom esse tempo que havia letra nas musicas neh

    ResponderExcluir
  26. é sempre bom saber um pouco mais de cultura, e esse tipo de cultura estilo deve ser lembrado por nossa nova geração!

    ResponderExcluir
  27. acho que a música erudita nos toca de uma forma diferente, não com aquela emoção toda que a popular, mas sim, algo me acontece quando ouço música erudita!
    http://apaixonadasporcosmeticos.blogspot.com/
    Curta Apaixonadas por Cosméticos no Facebook
    @Ap_Cosmeticos

    ResponderExcluir
  28. Parabéns,
    Embora seja ignorante em relação ao samba, a paixao com que vc escreve cativa. Além de um bom canal de conhecimento é uma forma muito bonita de repassar este amor e carinho.
    Lindo trabalho

    Abs,

    Obrigada pela visita.
    http://blogdacapitu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Isso prova que aquilo que é erudito, supostamente mais rebuscado, pode ser direcionado ao povo e alcançar bons resultados.

    Mais um ícone da música que você recorda aqui no teu espaço e que merece todo reconhecimento.

    Beijo, Sandro!

    ResponderExcluir
  30. E agora muita atenção que você vai ver

    A minha escola que vai desfilar e acontecer...

    Ô ô ô... ô ô

    Mangueira minha alegria, chegou

    Ô ô ô... ô ô

    Mangueira, estação primeira, falou

    ResponderExcluir
  31. Caramba, não conhecia absolutamente nada disso!

    ResponderExcluir
  32. Ow...tah legal aki heim..massa o fundo..altos classicos...parabens pelo blog..

    seguindo...

    http://ipinformundo.blogspot.com/

    http://ipinformundo.blogspot.com/

    ResponderExcluir